Depois dos dias mais quentes, chega o outono, e a estação fria serve como medida de precaução.

É por isso que geralmente tiramos nossos casacos do armário e apertamos as cobertas em simultâneo.

Mas os pets também precisam de cuidados, sabia?

À medida que as folhas caem, o pelo dos pets também cai no outono, tudo isso faz parte do ciclo natural do animal, conforme descrito pela veterinária Bruna Fabro:

“O cabelo tem quatro fases de crescimento, sendo que a primeira causa queda de cabelo.

Esse processo de crescimento e perda de cabelo é esperado e normal, especialmente durante as mudanças de estação, como primavera e outono. ”

Mas o resto da temporada, os pelos dos animais não saem? Sim! Principalmente porque, no Brasil, os canais não são tão limitados.

Ou seja, a queda pode ocorrer o ano todo e se intensificar no outono devido à seção da pelagem.

No entanto, o médico alerta que o uso excessivo, coceira e vermelhidão são sinais de alerta em alguns casos que precisam de atenção, como alergias.

Cuidado simples, mas eficaz

Se você já sabe que a estação faz o cabelo se destacar, o melhor é ficar por dentro dos cuidados básicos, mas é muito útil usá-lo nessa época. Resposta de Bruna:

Escove um casaco de cachorro a cada dois dias;
evitar banhos excessivos;

Controlar pulgas e carrapatos no animal e seu ambiente;
vá frequentemente para promover o bem-estar;

Fique de olho na comida.

Vitaminas apropriadas

“A falta de nutrientes e vitaminas na dieta, além de causar ganho de peso e perda de peso, coloca os pets em muitas doenças e pode exacerbar a queda de cabelo.

Por isso, saiba mais sobre os benefícios de cada suplementação de vitaminas e nutrientes:

Ômega 3: deixa o cabelo macio e brilhante;
Vitamina D3: ajuda na manutenção do cabelo e tem ação imunomoduladora;
Vitamina B7: melhora a aparência dos cabelos, unhas e pele;
Vitamina E: tem atividade antioxidante.

Lembre-se, porém, que o uso dessas ou de outras vitaminas deve ser recomendado, administrado em doses e supervisionado por um veterinário, viu? Portanto, não há acréscimos adicionais à ração animal sem referência!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.