A futura mamãe chega e vai direto para o quarto, sem burocracias na recepção. Ao adentrá-lo, dá um comando de voz à assistente virtual: “Alexa, iniciar o check-in”. A persiana sobe automaticamente, as luzes e o ar-condicionado se ajustam. A admissão será feita no próprio apartamento, assim como os exames médicos, para evitar caminhadas pelos corredores. O robozinho da Amazon, item de série nos noventa quartos, não serve apenas para automatizar o ambiente: se “escutar” um choro prolongado do bebê, por exemplo, ele avisa sozinho a enfermaria. Os lençóis são do tipo 400 fios, as amenidades do banheiro são da grife Trousseau. Se estiver em uma suíte presidencial, com diárias de 12 000 reais, a “hóspede” terá dois cômodos: um para si, o outro para a família — cada qual com banheiro próprio. É o início da experiência de altíssimo padrão na São Luiz Star, maternidade que promete ser a mais luxuosa do país, com inauguração marcada para junho, na Vila Olímpia.

Quarto luxuoso de uma maternidade, onde aparecem duas poltronas e um sofá na cor bege. O chão é de madeira, a parede ao fundo tem dois quadros e, ao lado, outra parede tem uma TV. Local é bem arejado, aconchegante e iluminado com luzes fracas

Haverá 77 quartos mais simples para acomodar a demanda — todos, porém, com as Alexas e demais amenidades. O preço do pernoite presidencial será só para quem quiser se instalar em um dos dois espaços.

Quarto da maternidade em tons de marrom, com grande mesa de madeira redonda, poltronas, quadros e prateleiras iluminadas

Em dezembro de 2020, a Rede D’Or protagonizou a maior estreia de uma empresa na bolsa de valores de São Paulo desde 2013, na qual captou 11,4 bilhões de reais.