A internação de Mario Frias na segunda-feira (4/7), no Hospital Santa Lúcia, em Brasília, devido a um infarto agudo, é a terceira por problema no coração.

O ex-secretário especial da Cultura teve princípios de infarto em janeiro e em maio de 2021 e foi submetido a cateterismos em ambas às vezes. Em dezembro de 2020, poucos meses depois de ingressar na política, ele também deu um grande susto na família após passar mal.

Frias, hoje com 50 anos, foi submetido a um cateterismo cardíaco com retirada de trombos. Em nota enviada à coluna LeoDias, o hospital informou que o ex-secretário “segue em recuperação e sem instabilidade”.

Mário Frias secretário de Cultura do governo Bolsonaro. Ele usa terno escuro, camiseta azul, gravata azul e está com uma das mãos na máscara branca no rosto.
Além disso, a falta de ações na área da cultura e retornos do secretário motivaram série de críticas à gestão de Frias.

Em março de 2022, o ator resolveu deixar o cargo no governo. O motivo, no entanto, não foram as oposições, mas sim a vontade dele em disputar as eleições de outubroIgo Estrela.

Algumas horas após dar entrada para internação, Frias comentou, por meio do Twitter, sobre seu afastamento do trabalho por tempo indeterminado. “Diante desse fato, infelizmente não comparecerei às agendas e aos compromissos firmados para os próximos dias”, escreveu na rede social.

Segundo apuração da nossa reportagem com fontes que acompanharam a internação na UTI, o ator aposentado deu um trabalhão para a equipe médica. Mesmo debilitado, apresentou comportamento desrespeitoso e deu show de grosseria, o que foi assunto entre funcionários. Mario Frias chegou a se revoltar por não ter disponível um banheiro exclusivo para ele.

Entramos em contato com Mario Frias por ligações e mensagens de WhatsApp, mas não tivemos retorno. O Hospital Santa Lúcia optou por não comentar o assunto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.