Pode não parecer, mas a lavagem de cortinas é um dos trabalhos de limpeza mais importantes de uma casa.

Isso por as cortinas serem o habitat perfeito da poeira e, consequentemente, de ácaros e outros pequenos micro-organismos (até mesmo fungos) que podem ser muito prejudiciais à saúde dos moradores.

Mas antes de iniciar a lavagem das cortinas veja as dicas e cuidados que você precisa ter, confira:

Porque a lavagem de cortinas é importante?

A limpeza e a conservação das cortinas é o principal motivo para você manter o calendário de lavagens em dia.

Temporalmente, a cortina vai acumulando poeira em suas fibras, além de odores desagradáveis, como fumaça de cigarro, frituras (especialmente se ela fica perto da cozinha) e poluição dos carros da rua.

Essa combinação entre odores e poeira é muito prejudicial à saúde respiratória dos moradores, em especial para quem já sofre com problemas como rinite, sinusite, asma e bronquite.

Isso sem falar que a sujeira contribui para a deterioração do tecido, fazendo com que ele perca sua vida útil.

Assim, manter a lavagem de cortinas em dia é importante para ela estar sempre limpa, bonita e se mantenha durável por mais tempo.

Lavagem de cortinas: dicas para cada tipo de tecido
Você sabia que nem todas as cortinas podem ser lavadas? Sim, alguns tecidos não podem sequer ver água, enquanto outras exigem cuidados específicos para garantir a preservação do tecido.

Confira a seguir como deve ser feita a lavagem de cortinas para cada tipo de tecido:

Algodão pré-encolhido, voil e sarja: podem ser lavados na máquina;

Algodão cru, seda, xantungue e linho: preferencialmente devem ser lavados em lavanderia especializada;

Veludo e camurça: não devem ser lavados, apenas higienizados com pano levemente umedecido ou vaporizador;

Renda: lavagem à mão
E as persianas?

As cortinas do tipo persiana devem ser limpas à mão, no mesmo local onde estão instaladas.

Para facilitar a limpeza, recomenda-se aspirar a persiana uma vez por semana ou a cada quinze dias, de modo que o pó não impregne nas fibras da cortina.

A limpeza mais pesada deve ser feita com pano macio, detergente neutro e água morna, independente se a persiana é do tipo romana, rolô ou painel.

Como lavar cortina?

Retire a cortina
Para começar a lavagem de cortinas é necessário removê-la do local. Use uma escada de altura suficiente para alcançar a cortina e certifique-se de que está bem apoiado para não sofrer nenhuma queda.

Se a cortina for muito grande ou pesada, chame alguém para ajudar a segurar.

Remova acessórios
Após retirar a cortina do local, remova todos os acessórios, como argolas, ilhós, ganchos e qualquer outro adereço metálico que possa atrapalhar a lavagem.

Se não for possível remover algum acessório, prenda-o na cortina com um cadarço ou barbante.

Como lavar cortina à mão

Cortinas de tecido leve e delicado, como renda, por exemplo, devem ser lavados a mão para preservar melhor o tecido.

Para isso, encha o tanque com água ou uma bacia grande. Use água em temperatura ambiente, já que a água quente pode encolher a cortina. Caso a cortina seja muito grande, faça a lavagem em etapas.

Em seguida, adicione sabão liquido para roupas delicadas, como o sabão de coco, por exemplo.

Coloque a cortina de molho por algumas horas nessa mistura para que a sujeira se desprenda do tecido.

Na sequência, enxague e repita o processo. Não é necessário esfregar a cortina, apenas pontos específicos que necessitem de uma limpeza mais profunda, como manchas de gordura.

Inclusive, é sempre bom observar todo o tecido antes de colocar a cortina de molho, assim fica mais fácil visualizar manchas.

Ao final da água de enxague adicione cerca de meio copo americano de bicarbonato de sódio para reavivar a cor da cortina ou, para o caso de tecidos brancos, devolver a brancura. Após alguns minutos, enxague e aguarde até que o excesso de água escorra.

A cortina já pode ser colocada para secar.

Como lavar cortina na máquina

Retire a cortina
Para começar a lavagem de cortinas é necessário removê-la do local. Use uma escada de altura suficiente para alcançar a cortina e certifique-se de que está bem apoiado para não sofrer nenhuma queda.

Se a cortina for muito grande ou pesada, chame alguém para ajudar a segurar.

Remova acessórios
Após retirar a cortina do local, remova todos os acessórios, como argolas, ilhós, ganchos e qualquer outro adereço metálico que possa atrapalhar a lavagem.

Se não for possível remover algum acessório, prenda-o na cortina com um cadarço ou barbante.

Como lavar cortina à mão

Cortinas de tecido leve e delicado, como renda, por exemplo, devem ser lavados a mão para preservar melhor o tecido.

Para isso, encha o tanque com água ou uma bacia grande. Use água em temperatura ambiente, já que a água quente pode encolher a cortina. Caso a cortina seja muito grande, faça a lavagem em etapas.

Em seguida, adicione sabão liquido para roupas delicadas, como o sabão de coco, por exemplo.

Coloque a cortina de molho por algumas horas nessa mistura para que a sujeira se desprenda do tecido.

Na sequência, enxague e repita o processo. Não é necessário esfregar a cortina, apenas pontos específicos que necessitem de uma limpeza mais profunda, como manchas de gordura.

Inclusive, é sempre bom observar todo o tecido antes de colocar a cortina de molho, assim fica mais fácil visualizar manchas.

Ao final da água de enxague adicione cerca de meio copo americano de bicarbonato de sódio para reavivar a cor da cortina ou, para o caso de tecidos brancos, devolver a brancura. Após alguns minutos, enxague e aguarde até que o excesso de água escorra.

A cortina já pode ser colocada para secar.

Como lavar cortina na máquina

Jamais, em tempo algum, seque a cortina na secadora. As altas temperaturas podem fazer o tecido encolher e desbotar. Isso sem falar que a secadora também deixa marcas de amassado e vincos na cortina.

O ideal é secar o tecido no varal, à sombra, bem esticado e sem dobrar para não criar marcas.

Outra forma de secar a cortina e pendurando-a diretamente no varão ou cortineiro. Assim, a cortina seca naturalmente no próprio lugar de instalação, sem o risco de criar marcas.

Prolongue o tempo entre uma lavagem e outra
Nenhuma cortina, seja de qual tecido for, deve ser lavada com frequência. O excesso de lavagens reduz o tempo de vida da peça.

Por isso, o mais recomendado é cuidar da cortina seca, fazendo manutenções de limpeza periódicas.

O aspirador de pó será o seu maior aliado nessa rotina de cuidados. Use o bocal com escova para facilitar a limpeza e evitar que o tecido seja “engolido” pelo aparelho.

Caso note algum tipo de mancha, faça a remoção no próprio local, com um pano macio embebido em água e detergente neutro.

Também é importante manter a casa aberta e ventilada para impedir que a cortina absorva cheiros, especialmente aqueles vindos da cozinha.

Outra dica é evitar que fumantes fiquem perto das cortinas. Além do cheiro, o cigarro ainda pode queimar o tecido. Portanto, melhor evitar.

E, então, pronto para colocar o plano lavagem de cortinas no modo ativar? Basta seguir as dicas e curtir cortinas limpas e cheirosas pela casa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.