Independente do que seja feito nas suas unhas: acrigel, fibra ou gel, existe um utensílio que é impreterível quando o assunto é cuidado com o acabamento e polimento das suas queridas unhas, sendo a lixa.

São diversos os tipos, tamanhos e formatos de lixas que podem ser utilizadas, cada uma com a sua própria característica, ou seja, tem um espaço para cada uma delas (‘necessaire’).

É importante saber as diferenças, mesmo que você já seja uma manicure experiente, pois nem todos conhecem as funções específicas e diferentes formas de usá-las.

1- Lixa de Papel

Provavelmente a lixa de unha mais famosa que temos a venda no mercado, todos conhecem, ou pelo menos já viram uma delas. São extremamente versáteis, com um lado mais escuro e áspero e outro mais lisinho e claro. Podem ser utilizadas para diminuir o tamanho das unhas ou reestabelecer o formato após alguma fissura indesejada, ou seja, para as unhas quebradiças ela é, e sempre será, bem-vinda.

2 – Lixa de metal

As lixas de metal são produzidas a partir de um metal texturizado, para poder ser feita uma lixação adequada, por ser feito de um material tão rígido e durável, podem ser consideradas as mais duráveis dessa lista. Mas vale ressaltar ser preciso evitar o contato com a água, devido à oxidação que pode gerar ferrugem no material. É uma lixa mais recomendada para quem não possui unhas tão frágeis, pois em caso de uma força um pouco maior ao toque, a queratina da unha pode fragilizar e lascar o seu formato.

3 – Lixa de polir

A lixa polidora é comumente encontrada em formato de paralelepípedo, que é uma figura geométrica com 6 faces. Ela possui um material bem diferente das anteriores, trata-se de uma lixa de espuma. Com diferentes texturas entre as faces, as suas quatro maiores superfícies possuem propriedades lixadoras e texturas diferentes.

1. Uma face mais áspera, usada para polimento e evitar a escamação;
2. É a segunda face mais áspera, para ser utilizada após o polimento e dar maior lisura às unhas;
3. Um lado mais macio, para corrigir possíveis imperfeições restantes;
4. O último retângulo lixador também é macio, às vezes mais que o anterior, ou igual, dando a leveza que toda mulher gosta no acabamento e finalização das suas unhas.

4 – Lixa elétrica

Também muito utilizada para as unhas postiças, ela é manuseada com facilidade pelas manicures e fornece um esculpimento de forma mais rápida e prática.

Elas são vendidas juntamente de algumas opções de pontas, as quais podem ser trocadas conforme a finalidade do momento, quando estiver retocando cantos ou corrigindo ranhuras, são utilizaras pontas diferentes, pois são finalidades diferentes de lixação.

Vale ressaltar ser possível regular a velocidade dessas lixas e, quando se trata de unhas naturais e saudáveis, é preciso atentar-se na rotação desejada, pois nesses casos, a baixa frequência é mais indicada para evitar danos à esmaltação natural da queratina humana.

5 – Lixa de vidro

São provavelmente as lixas mais difíceis de serem encontradas, possuem um alto valor agregado sendo formadas por duas superfícies de baixa texturização. Em suma, quem procura este tipo de lixa, tem unhas frágeis e precisa de cuidados delicados na hora do embelezamento. Devido à sua delicadeza, não são tão eficazes para trabalhos árduos de unhas longas ou grossas, mas não deixam de modelar de forma satisfatória os contornos das unhas mais leves e finas.

Após conhecer alguns dos tipos de lixas existentes para as unhas, se aventure em fazer o seu próprio dia de princesa e tomar conta das suas amiguinhas coloridas, ou até mesmo corrigir alguma manicure que esteja exigindo muito das suas unhas, com a lixa inadequada para aquele momento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.