Um bichinho limpo e cheiroso é uma companhia ainda melhor, mas lavar bichinhos nem sempre é uma tarefa fácil. Principalmente se esse serviço for feito em casa.

Sempre têm aqueles que gostam, a turminha da bagunça e os que só querem fugir. No entanto, além de controlar os animais, é importante certificar-se de que tudo seja feito corretamente ao lavar o animal em casa.

1. Escolha o local certo

Tem quem use tanque da área de serviço e os que preferem o chuveiro, sem contar quem usa garagens e quintais para os pets maiores

As regras aqui são simples: fornecer espaço onde seja confortável, acessando água morna e onde não haja correntes frias.

2. Algodão nas orelhas e shampoo diluídos 

Ao dar banho em cães e gatos, é importante colocar algodão nos ouvidos para garantir que não entre água.

Mas lembre-se de tirá-lo mais tarde!

Outra dica é molhar bem o pelo do pet e aplicar shampoo nas mãos antes de aplicar no pelo.

Além disso, é possível reduzir o produto com menos água para facilitar a aplicação.

Usando um condicionador, também é indicado transferi-lo para as mãos antes do corpo do animal.

3. Esfregue todas as partes

Partes extremamente sujas, como as patas e os pés, são sempre uma fonte de atenção na hora de dar banho nos pets.

Mas lembre-se de lavar entre os dedos, cintura e abdômen – no caso das mulheres, tome cuidado para não machucar os seios.

4. Seque bem

O mais importante de um bom banho é a arrumação. Isso porque, se o pelo ou a pele ficarem molhados, os animais podem contrair doenças de pele.

Dica este momento seco primeiro com uma toalha, tanto quanto possível.

Em seguida, use um secador de cabelo para garantir a secagem completa.

5. Respeite o tempo entre os banhos

Ao contrário das pessoas que vivem nos trópicos e precisam tomar banho diariamente, cães e gatos não podem se banhar em tanta água.

Os cães devem ter um intervalo mínimo de sete dias entre os banhos, e os gatos podem ser desmamados uma vez por mês.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.